A Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, está a ser processada por estudantes judeus que acusam a instituição de permitir que o seu campus se tornasse num “bastião de anti-semitismo desenfreado”. Numa queixa apresentada na noite de quarta-feira, seis estudantes acusaram Harvard de aplicar selectivamente as suas políticas anti-discriminação para evitar proteger os estudantes judeus do assédio, ignorando os seus apelos por protecção e contratando professores que apoiam a violência anti-judaica e que espalham propaganda anti-semita.

Fuente