Nem de propósito, na semana em que o primeiro-ministro e presidente do PSD, Luís Montenegro, aprovou, entregou e debateu na Assembleia da República o programa do Governo, o antigo líder deste partido Pedro Passos Coelho irrompeu no espaço mediático, fazendo a apresentação pública de um livro que reúne textos de um conjunto de duas dezenas de pessoas, muitas delas identificadas com um ideário ultraconservador, reaccionário e até revanchista.

Fuente