Quem acha que Miguel Pinto Luz passou a perna a José Luís Arnaut, que queria o Montijo e ficou com o Camões, está a ser muito ingénuo.



Querem começar pela parte boa ou pela parte má? Comecemos pela boa: o anúncio do novo aeroporto em Alcochete foi bem recebido por quase todos os partidos; respeitaram-se as conclusões da Comissão Independente; sentiu-se no ar o ambicionado “consenso nacional”; Pedro Nuno Santos veio dizer que sonha com Alcochete desde pequenino; António Costa elogiou a “maturidade democrática” do Governo; Luís de Camões ficou felicíssimo por se terem lembrado dele nos 500 anos do seu nascimento; e até a ANA emitiu um comunicado garantindo estar cheia de vontade de trabalhar com Miguel Pinto Luz.

Fuente