A nova geração do Cartão de Cidadão, com fotografia maior e que dispensa a utilização de leitor de cartões, permitindo novas formas de utilização como o uso de título de transporte, já está disponível. A produção da nova versão do documento de identificação já começou e o primeiro cartão vai ser entregue esta segunda-feira, explicou fonte do Ministério da Justiça à Lusa.

Esta nova geração foi anunciada pelo Governo cessante, em Março, como sendo um cartão “mais completo, mais seguro, mais digital” e “muito inovador”, com tecnologia sem contacto (sem contato) para simplificar a leitura da informação e abrir novas formas de utilização.

Em linha com a mais recente legislação europeia e normas de segurança, o novo cartão tem um segundo chip com tecnologia sem contato para maior segurança física e electrónica, permitindo alavancar a sua utilização quer nos serviços públicos, quer no sector privado, sem necessidade de utilização de leitor de cartões, explica o Ministério na página de internet.

É através da tecnologia sem contato que o novo Cartão de Cidadão vai poder ser usado como título de transporte em todo o país, possibilitando associar bilhetes electrónicos para espectáculos, além de poder servir como meio de autenticação num serviço digital ou presencial.

Embora seja um cartão físico, cerca de 50% das características são digitais, integrando mais de 30 elementos de segurança física, electrónica e digital, com materiais inovadores, destacando o Ministério que o cartão se mantém, à data, como um dos documentos de identidade mais seguros do mundo. A fotografia do titular do novo cartão passa a ter maiores dimensões, para permitir identificar melhor o titular do Cartão do Cidadão, e o chip passa a estar no verso.

O novo Cartão do Cidadão pretende também uma melhor precisão e eficiência nos processos de controlo e segurança das fronteiras, garantindo também documentos de viagem seguros e à prova de falsificação.

Fuente