Uma coisa a ter em mente é que um monitor de bebê é útil para ficar de olho no seu filho até certo ponto. Se você está buscando conselhos sobre como escolher o melhor monitor de bebê para comprar, um pediatra pode oferecer algumas dicas, mas, no final das contas, caberá a você decidir quais recursos deseja que seu monitor tenha. “Não há evidências de que usar um monitor de bebê diminua o risco de síndrome da morte súbita infantil”, alerta Dra. Alexis Monique Javierpediatra do Memorial Hermann em Houston.

Enquanto os pais não confiarem totalmente no monitor de bebê para cuidar de seus filhos, a Dra. Javier ressalta que há algumas coisas a serem consideradas ao escolher um. “Tenha em mente o alcance e a distância e que ele funcione”, ela diz. Além disso, você quer decidir quais qualidades são importantes para você, já que alguns monitores são portáteis ou têm capacidade de walkie-talkie bidirecional, visão noturna e outros recursos.

A Dra. Javier diz que alguns pais de pacientes com monitores de bebê tecnologicamente avançados mostraram a ela gravações em vídeo de seus bebês saindo do berço ou fazendo outros movimentos anormais. “Ter essas informações pode ser útil às vezes, mas eu não as usei especificamente para aconselhar os pais sobre como melhorar o sono de seus filhos”, explica ela. Então, todos os dados extras podem ser úteis apenas até certo ponto se o seu pediatra não puder orientá-lo além disso.

A Dra. Javier acredita que os pais devem escolher um monitor de bebê que funcione melhor para seu estilo de vida. O ideal é escolher um dispositivo sem fio e, se tiver um fio, não deve estar ao alcance do bebê. Isso pode resultar em engasgo ou ferimentos. “Tenha em mente que o monitor pode atrapalhar o sono dos pais ou cuidadores, então, se isso se tornar um problema, eles devem considerar outras opções”, diz ela. Outra coisa a ter em mente é certificar-se de que você está selecionando um monitor de bebê que tenha uma conexão segura, porque alguns vídeos ou gravações podem ser comprometidos.



Fuente